quinta-feira, 4 de março de 2010

Estrutura e Organização do Turismo em Portugal

Estrutura e Organização do Turismo em Portugal

Onze entidades regionais de turismo asseguram o desenvolvimento do turismo regional no território continental.

Funcionam como entidades gestoras e são pessoas colectivas de direito público de âmbito territorial, dotadas de autonomia administrativa e financeira e de património próprio.

São responsáveis pela valorização e pelo aproveitamento sustentado dos recursos turísticos regionais e os interlocutores privilegiados das respectivas áreas junto da Autoridade Turística Nacional.

Compete-lhes colaborar com a Administração Central e Local com vista à prossecução dos objectivos da política nacional para o sector, promover a realização de estudos de caracterização das respectivas áreas, monitorizar a oferta e dinamizar os valores turísticos regionais.

São ainda responsáveis pela promoção no mercado interno, colaborando com o Turismo de Portugal, I.P. e com as Agências Regionais de Promoção Turística na promoção externa dos destinos.

Para a sua definição, foram consideradas as cinco áreas regionais que reflectem as unidades territoriais utilizadas para fins estatísticos NUTS II – Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve –, assim como a criação dos pólos de desenvolvimento turístico – Douro, Serra da Estrela, Leiria -Fátima, Oeste, Alentejo Litoral e Alqueva.
Regulamentação aplicável: Decreto-Lei nº67/2008, de 10 de Abril, e Portarias que definem os Estatutos das entidades regionais de turismo

• Turismo do Porto e Norte de Portugal

• Turismo do Centro de Portugal

• Turismo de Lisboa e Vale do Tejo

• Turismo do Alentejo

• Turismo do Algarve

Pólos de Desenvolvimento Turístico

• Turismo do Douro

• Turismo da Serra da Estrela

• Turismo Leiria - Fátima

• Turismo do Oeste

• Turismo Terras do Grande Lago Alqueva – Alentejo

• Turismo Alentejo Litoral
A estrutura e organização do Turismo nas ilhas:

• Direcção Regional do Turismo dos Açores

• Direcção Regional do Turismo da Madeira

- Autor- Turismo de Portugal I.P.

1 comentário:

  1. Sinceramente, estou um bocado apreensivo perante as novas Regiões de Turismo. Não sei se vão contribuir para o desenvolvimento turístico em Portugal.

    ResponderEliminar